Tudo Information

Luísa Sonza grava clipe de “Bomba relógio”, feat dela com Vitão, com direção de Jacques Dequeker

A cantora Luísa Sonza gravou na última terça-feira o clipe de “Bomba Relógio”, que conta com parceria do cantor Vitão, em um galpão do centro de São Paulo. O lançamento será o quinto videoclipe do álbum “Pandora”, primeiro álbum da cantora, que conta com 7 músicas e mais de 100 milhões de streamings em apenas 2 meses de lançamento.

 

Bomba relógio é uma das músicas de maior sucesso do álbum e a expectativa é de um clipe cheio de movimento que surpreenda os fãs dos artistas.

 

A direção geral do clipe ficou nas mãos do top fotógrafo Jacques Dequeker, ícone da fotografia de moda e movie maker responsável por clicar nomes como Gisele Bundchen, Adam Levine e Ben Harper. O diretor já esteve à frente também de grandes produções da revista Vogue, onde já fotografou mais de 100 capas.  Com Luísa, foi responsável por dirigir os sucessos de “Boa Menina” e “Pior que possa imaginar”.  Junto com Jacques, Luisa também assina todo conceito criativo do clipe, mantendo a tradição de participar efetivamente de todas as suas criações e ideias de vídeo clipes.

 

Recentemente, Luísa lançou também clipe de “Fazendo Assim”, feat com Gaab. O vídeo já ultrapassou mais de 5 milhões visualizações só no Youtube.

 

A Mynd, empresa especializada em música, marketing de influência e entretenimento, que empresaria a cantora, é também responsável pela produção executiva do clipe e a gestão das marcas, todos os clipes de Luisa Sonza saem em parceria com marcas, a artista é um dos maiores sucessos de publicidade da atualidade.

Foto: Wadson Henrique

Luca Moreira

Luca Rocha Moreira nasceu em Niterói – RJ, no dia 14 de maio de 1998. Descendente de família mineira por parte de mãe, é filho da funcionária pública Lucia Maria Rocha da Silva e do designer gráfico Luiz Carlos Falcão Moreira. Estudou a infância toda em rede particular de ensino e durante o ensino médio, cursou integração com técnico em engenharia naval pela Escola Técnica Estadual Henrique Lage, unidade componente da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro, onde participou de diversos protestos relacionados ao grêmio estudantil.

Enquanto estava cursando a escola, iniciou um curso de interpretação teatral na Oficina Social de Teatro, onde teve seu primeiro contato com as artes cênicas, onde recebeu aulas do ator e professor Alécio Abdon, porém se retirou do curso por motivos de dificuldade em interpretar seus personagens. Ainda no segundo grau, montou uma página no Facebook, onde começou a falar de múltiplos assuntos, entre eles esportes, nutrição e cultura. Em março de 2016 foi descoberto pela produtora teatral Grazi Luz, dona da Fazart Produções Artísticas, quando recebeu seu primeiro convite para ser aprendiz de comunicação da companhia, ainda que com 17 anos.

Seu interesse pelo jornalismo teve início alguns meses após sair da produtora, quando começou a publicar artigos no “Almanaque Mídia” na época comandado por Esdras Ribeiro. Algumas semanas depois do fechamento do portal, foi abordado pelo jornalista brasiliano Daniel Neblina, que o convocou para integrar o time de colunistas do “RegistroPop”, onde despontou como entrevistador-chefe do veículo, foi aí que iniciou sua carreira como jornalista.