Tudo Information

Ser feliz: por que devemos nos preocupar com isso?

Por que nos sentimos felizes? Por que sentimos alguma coisa? O que fazem as pessoas felizes?

É muita comum, receber em meu consultório, pacientes com tais questionamentos e com a crença de que existem maneiras rápidas de alcançar felicidade, alegria, entusiasmo e conforto, sem nunca terem olhado para dentro, para suas potencialidades, para o que de fato poderia faze-los felizes.

Possivelmente você se surpreenda ao perceber quanto o lado positivo da vida foi negligenciado. Para cada cem artigos em revistas sobre tristeza, apenas um é escrito sobre felicidade e um dos meus objetivos é mudar este quadro, apresentando insights baseados em pesquisas cientificas.

Apresento a Psicologia Positiva, um movimento científico que estuda felicidade e bem-estar, e tem como objetivo aumentar o florescimento humano, descrevendo, em vez de prescrever, o que as pessoas efetivamente fazem para obter o bem-estar.

Apresento a teoria do bem-estar criada por Martin Seligman (pai da psicologia positiva) que é composta por cinco pilares:

Emoção positiva (vida agradável): é aquilo que faz cada um feliz. Devemos ter emoções positivas e fazer as pazes com o nosso passado, avaliando o nosso crescimento com tais experiências. Também devemos ter emoções positivas em relação ao nosso futuro com otimismo, esperança e persistência. Além disso, são importantes as emoções positivas em relação ao presente, aproveitando o momento presente.

Engajamento: é quando estamos completamente envolvidos na execução de uma tarefa e perdemos a noção do tempo.

Sentido: sentir que o que se faz na vida tem valor e se acredita ser maior do que o eu.

Realização: é a conquista pela dedicação, não tem nada a ver com a vitória, e sim com o empenho.

Relacionamentos positivos: é importante aprender a fazer e manter amizades, bem poucas coisas positivas são solitárias.

A Psicologia Positiva é um movimento científico que estuda felicidade e o bem-estar

A Psicologia Positiva nos propõe exercícios que nos auxiliam a construir uma vida feliz.

Visite o site www.viacharacter.org (em inglês) para fazer o exercício das forças pessoais que tem o propósito de descobrir suas forças pessoais e encontrar novas formas e mais frequentes de usa-las.

Ao completar o questionário, preste atenção na ordem de classificação das suas forças. Em seguida, tome as cinco primeiras forças como principais e mãos à obra. Sugiro você criar maneiras para usar suas forças pessoais para potencializar a sua vida.

Se você não conseguir fazer isso sozinho, busque um profissional que possa lhe ajudar no processo.

“O trabalho psicoterapêutico baseado em psicoterapia positiva, que é um braço clinico/ou terapêutico da Psicologia Positiva, integra os sintomas com as forças, os riscos com os recursos, os pontos fracos com os valores e os pesares com as esperanças, tendo como objetivo compreender as complexidades inerentes da experiência humana de forma equilibrada. Sem ignorar ou minimizar as preocupações do cliente, o clinico em Psicologia Positiva compreende empaticamente, da atenção a dor associada ao trauma e simultaneamente explora o potencial para o crescimento.”

8 hábitos das pessoas felizes

  1. Utilizam suas forças pessoais;
  2. Estimulam emoções positivas;
  3. Expressam gratidão;
  4. Concedem perdão;
  5. Comprometem-se com seus objetivos;
  6. Tomam decisões;
  7. Cultivam otimismo;
  8. Abraçam mais.

Costumo dizer que a felicidade é uma questão de decisão. Isso porque temos o poder de desenvolver hábitos poderosos que geram mais satisfação e contribuem para o nosso bem-estar.

A gratidão é uma das emoções positivas mais estudadas em Psicologia Positiva, os estudos apontam que ela está diretamente ligada ao bem-estar psicológico, então vamos tomá-la como exemplo – estudos mostram que reconhecer outra pessoa como fonte de algo bom que lhe aconteceu é um modo eficaz de ampliar a conexão, melhorando assim, os nossos relacionamentos.

Além disso, pessoas gratas possuem um sistema imunológico melhor, dormem melhor, são bem humoradas e têm a autoestima mais elevada.

Você já possui esses hábitos? Qual você pode começar a desenvolver hoje mesmo?

Rosangela Sampaio é Psicóloga e Coach (CRP06/130574). Atende de forma presencial e online. Saiba mais em @rosangelasampaiooficial

Rosangela Sampaio é psicóloga, coach, palestrante e escritora

Vitória Costa Silva