Tudo Information
Foto: Divulgação

Atriz Cássia Verly inaugura canal no YouTube

Nessa quinta-feira (9), Cássia Verly dá início a mais um projeto na sua carreira. A atriz já atuou nos espetáculos “Shakespare de Pijama”, “Quem paga a pata? ”, no curta “A Matilha” e o filme “É Fada” protagonizado por Klara Castanho e Kéfera Buchmann.

Cássia recebeu o apoio de diversas amigas como as atrizes Maria Bonze, Myrella Victória e também da youtuber mirim Yasmin Galvão, que já tem cerca de 450 mil inscritos em seu canal. Sobre a expectativa para esse novo projeto, a nova youtuber falou que pretende seguir alguns modelos na internet e trazer um lado mais positivo para o projeto: “Com o canal eu espero passar alguma mensagem positiva para as pessoas e alegrar o dia de alguém, as vezes eu fico vendo vídeos no YouTube que me fazem bem e eu gostaria de fazer alguém bem também. Também espero “facilitar” minha carreira de atriz e perder um pouco do medo que ainda me resta das câmeras e um pouco da timidez. ”

Luca Moreira

Luca Rocha Moreira nasceu em Niterói – RJ, no dia 14 de maio de 1998. Descendente de família mineira por parte de mãe, é filho da funcionária pública Lucia Maria Rocha da Silva e do designer gráfico Luiz Carlos Falcão Moreira. Estudou a infância toda em rede particular de ensino e durante o ensino médio, cursou integração com técnico em engenharia naval pela Escola Técnica Estadual Henrique Lage, unidade componente da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro, onde participou de diversos protestos relacionados ao grêmio estudantil.

Enquanto estava cursando a escola, iniciou um curso de interpretação teatral na Oficina Social de Teatro, onde teve seu primeiro contato com as artes cênicas, onde recebeu aulas do ator e professor Alécio Abdon, porém se retirou do curso por motivos de dificuldade em interpretar seus personagens. Ainda no segundo grau, montou uma página no Facebook, onde começou a falar de múltiplos assuntos, entre eles esportes, nutrição e cultura. Em março de 2016 foi descoberto pela produtora teatral Grazi Luz, dona da Fazart Produções Artísticas, quando recebeu seu primeiro convite para ser aprendiz de comunicação da companhia, ainda que com 17 anos.

Seu interesse pelo jornalismo teve início alguns meses após sair da produtora, quando começou a publicar artigos no “Almanaque Mídia” na época comandado por Esdras Ribeiro. Algumas semanas depois do fechamento do portal, foi abordado pelo jornalista brasiliano Daniel Neblina, que o convocou para integrar o time de colunistas do “RegistroPop”, onde despontou como entrevistador-chefe do veículo, foi aí que iniciou sua carreira como jornalista.